Investir em imóveis sempre foi sinônimo de investimento seguro e com garantia de bons rendimentos, seja para venda ou para locação. Mas, isso ainda se mantém? Vamos fazer uma análise sobre o momento atual do mercado imobiliário e dar alguns exemplos de como investir em imóveis para alugar em Curitiba.

Por que investir em imóveis para alugar em Curitiba?

De 2007 para cá, muita coisa aconteceu no mercado imobiliário. De boom com a entrada de grandes construtoras, a crises políticas e econômicas, além das altas taxas de juros. Durante algum tempo, os investimentos em imóveis ficaram inviáveis, gerando uma grande crise nos últimos anos. Mas, ao que tudo indica, isso está mudando.

O mercado imobiliário de Curitiba está vivendo um novo momento, com boas perspectivas. Segundo o economista Fábio Tadeu Araújo, “as perspectivas são boas, tanto para empreendimentos novos quanto para vendas de imóveis usados”, disse. Fábio é especialista na Brain Bureau, empresa de inteligência estratégica, pesquisa e consultoria em negócios, com atuação nacional destacada em Real Estate, Pesquisa de Bens e Serviços e Estratégia Empresarial. Isso aponta uma nova perspectiva de bons ganhos com o mercado imobiliário.

Com a baixa das taxas de juros e aumento da confiança no mercado, as vendas e locações têm aumentado. É o que apontam as pesquisas. Em maio de 2019, o preço médio de locação, nos últimos 12 meses, valorizou 11,37% , sendo que o preço médio de venda no mesmo período valorizou apenas 1,25%, só em Curitiba, de acordo com a FipeZap. Isso aponta para um mercado aquecido e uma melhora na procura por imóveis, em especial para locação. Agora é o momento para investir em imóveis!

Imóvel parado, baixa rentabilidade e lucratividade

Não basta investir em imóveis para ter uma boa rentabilidade e lucratividade. É preciso selecionar criteriosamente os imóveis. Localização, condições do imóvel, facilidades oferecidas nas proximidades são itens que valem a pena ser observados. 

Em capitais como Curitiba, bairros mais tradicionais e bem localizados costumam ser mais procurados e constantemente valorizados.

Um imóvel que está parado há muito tempo, tende a ser desvalorizado. Por isso, no mercado costuma-se falar que imóvel parado é perda de dinheiro. Se ele está ocupado, geralmente vai trazer benefícios ao proprietário, como renda mensal e economia de custos fixos.

Quais formas de investimento em imóveis dão maior rentabilidade?

Mas, o que dá a maior rentabilidade? Venda? Aluguel? Vamos olhar alguns dados para nos ajudar a encontrar essas respostas. 

O índice FIPEZAP já mostrou que a locação está sendo mais valorizada que a venda, não é à toa, a procura por imóveis para locação está aumentando, enquanto a oferta para venda é cada vez maior. Só no site ZAP Imóveis, a quantidade de imóveis à venda é quase 6 vezes maior que os para locação.

Junto a isso, temos uma tendência mundial pelo aluguel, além de crises financeiras recentes que ainda deixam suas marcas no mercado.

Para se vender um imóvel, salvo exceções, só com bons descontos, podendo chegar a até 30%. Acesse o nosso blog e saiba como melhorar a rentabilidade do seu investimento em imóveis.

Exemplo de um imóvel no bairro Água Verde

Vamos mostrar agora, por meio de um exemplo de um imóvel alugado pela Prates, quanto custa sua manutenção, quanto de renda ele gera alugado e quanto foi valorizado durante este tempo.

A tabela acima mostra quanto custa manter um apartamento no bairro Água Verde por um ano. Se ele estiver desocupado, terá um custo mensal de R$ 643,12 e anual de R$ 7.717,44. Vamos ver agora alugado, quanto ele rende.

O mesmo apartamento alugado, gera uma renda fixa de R$ 1.800 mensais, num total de R$21.600 anuais. Isso, sem considerar os custos fixos que são pagos pelo inquilino. O interessante desses dados é que o valor está quase 20% acima do estimado pelo mercado. E não para por aí. Vamos analisar agora a valorização.

A valorização do imóvel alugado também foi maior. Ele desocupado desvaloriza 0,38%, enquanto o imóvel alugado teve uma valorização de 8,35%, chegando a um valor de mais de R$ 28 mil.

Qual é melhor?

Agora fica mais evidente que, se é para investir em imóveis em Curitiba e fazer ele valorizar, além de garantir uma renda fixa mensal, o melhor é colocá-lo para a locação. 

A venda só é a escolha certa no caso de uma oferta boa, ou em uma necessidade de levantar capital rapidamente, pois pode não ser tão rentável neste momento.

Invista com a Prates

O caso que relatamos acima é só um dos diversos cases de alta rentabilidade em imóveis. São 19 anos de atuação em Curitiba e região, sempre antecipando tendências para orientar clientes e investidores a fazer bons negócios.

Temos baixa taxa de inadimplência, devido à nossa criteriosa análise cadastral, e alta velocidade na locação de imóveis, acima da média do mercado. Saiba mais sobre as vantagens de alugar o seu imóvel com a Prates, clicando aqui.

Marque uma conversa conosco para lhe mostrar todos os nossos diferenciais. Clique aqui.

Talvez você queira saber porque contratar uma imobiliária para administrar o seu imóvel. Para ter acesso a este e mais conteúdos, basta acessar o nosso blog.